Estrelinhas

Efeito caindo










Páginas

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Mensagem do Milho


Aprendi com um humilde plantador:
Há milho de toda a espécie, mas tudo é milho.
O milho produz conforme é tratado.
Se lhe tiro o amido, dá maizena.
Se frito, dá pipoca.
Se môo, dá farinha ou fubá.
Se cozido ou assado, é bom para comer.
Se fica velho, é bom para os cavalos e galinhas.
Mas o milho só produz o que quero, se o trato conforme precisa.
E cada a espécie só posso pedir o que posso dar: milho comum não dá pipocam, milho de pipoca nõ serve para fazer curau.
E o milho só produz se é tratado como devido, na hora exata.
Se não cozinho o milho verde enquanto está verde, fica duro.
Se frito o milho verde não dá pipoca.
Se colho o sabugo antes dele crescer, ele não serve.
Até que ele fique como quero, como precisa, tenho que cuidar dele, dar-lhe o que necessita.
Essa lição do milho também serve para quem cuida de gente e e para quem quer amar.
Amar é ajudar a produzir, a ser, a realizar-se.
Não peça ao milho verde que ele dê pipoca, nem ao milho imaturo que seja como um milho que já dê alimento.
Dê-lhe o que precisa para que se desenvolva, conforme a sua espécie.
Assim como o sábio plantador é dada a satisfação de colher belas espigas, ao educador, com o seu trabalho, habilidade, dedicação e amor é dado o milagre de transformar tenras criaturas em seres prontos a produzir e realizar-se.
Autor: Desconhecido